Jornal do Brasil

Terça-feira, 22 de Julho de 2014

País

Empreendedores discutem projetos inovadores em áreas como saúde e transportes

Agência Brasil

Startup Weekend Brasília, evento promovido pelo Sebrae, une empreendedores, desenvolvedores, designers e entusiastas para compartilhar idéias, formar equipes e criar startups (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Objetivo   da    Startup   Weekend   é    estimular    o empreendedorismoMarcelo Camargo/Agência Brasil

Quinze ideias para projetos em áreas como saúde e transportes e mais de 100 pessoas, entre empreendedores, desenvolvedores e designers, discutindo formas de desenvolvê-las. Este é o retrato da Startup Weekend, que está sendo realizada neste fim de semana em Brasília. No final do evento, que terá duração de 54 horas, os melhores projetos serão premiados.

O evento começou ontem (21), com a apresentação de ideias pelos inscritos. Cada um tem um minuto para apresentar seu projeto e os mais votados têm chance de ser desenvolvidos ao longo do fim de semana pelas equipes formadas entre os participantes e com a orientação de monitores. Esta é a terceira edição do evento em Brasília. São 130 participantes e foram apresentadas 48 ideias, sendo 15 as selecionadas.

O objetivo principal é estimular o empreendedorismo, diz um dos orientadores do Startup Weekend, Tony Celestino. “O Startup Weekend é uma competição. O objetivo é desenvolver o empreendedorismo, criar a mentalidade empreendedora nas pessoas, e não necessariamente criar empresas, criar startups”, explicou.

Estimular a doação de sangue é uma das ideias em debate por uma das equipes. A ideia é criar um site para integrar hemocentros e doadores. Os doadores fariam um cadastro no site com informações como tipo sanguíneo e motivação para doar, e esse sistema de informações ficaria interligado ao hemocentro. “Quando o hemocentro precisar daquele tipo sanguíneo, entra em contato com a pessoa, que também ficará sempre informada sobre a necessidade de sangue, por meio de mensagens no celular, por exemplo”, detalhou a enfermeira Patrícia Somera. O nome do projeto é Doe Sangue.

Outro grupo trabalha para desenvolver um aplicativo de celular que será alimentado de forma colaborativa por passageiros de ônibus para trocar informações sobre horários e localização dos coletivos. Com o aplicativo, um usuário poderá saber em que parada está o ônibus que ele espera e até mesmo se o coletivo quebrou no caminho e não irá passar na parada do usuário.

Ao longo do fim de semana, o grupo discute itens como a identidade visual do aplicativo e formas de transformar o produto em algo rentável. “Ver como ele vai trazer dinheiro é a parte mais difícil. De início, pensamos em inserir publicidade no aplicativo”, disse o idealizador Willon Félix.

Ao longo do trabalho, equipes têm a orientação de mentores que indicam caminhos para viabilizar o projeto. “O que me trouxe aqui foi o sonho de abrir uma empresa e andar com as próprias pernas. Aqui aprendemos, temos orientação de como montar o plano de negócios, buscar parcerias”, desacou.

Segundo o orientador Tony Celestino, o perfil dos participantes dos Startup Weekends é principalmente de pessoas da área de negócios, de comunicação, programadores e designers. A média de idade é  26 anos, a maioria já se formou e está no mercado de trabalho. 

No final do evento, amanhã (23), os projetos serão avaliados por jurados e devem sair três vencedores. Entre os  prêmios estão oferta de consultoria e espaço para propaganda como forma de incentivar a continuidade dos trabalho. O evento tem o apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Tags: apoio, empresas, evento, micro, promovido, sebrae, vencedores

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.