Jornal do Brasil

Sexta-feira, 29 de Agosto de 2014

País

Dilma participa de cerimônia que oficializa dom Orani como cardeal

Agência Brasil

A presidenta Dilma Rousseff participou na manhã de hoje (22) da oficialização de dom Orani Tempesta como cardeal na cerimônia do Consistório, realizada na Basílica de São Pedro, no Vaticano. O evento foi acompanhado por autoridades, delegações oficiais, fiéis e teve a presença do papa emérito de Francisco, Bento XVI.

Na ocasião, a presidenta Dilma Rousseff cumprimentou o cardeal arcebispo Dom Orani Tempesta. Os 19 novos cardeais receberam do papa um anel, que é símbolo do compromisso universal com a igreja. O papa Francisco fez uma menção à paz e um convite a união. “A igreja precisa de nós também como homens de paz. Por isso, invocamos a paz e a reconciliação para os povos que, nestes tempos, vivem momentos de violência e guerra”.

Esse é o único compromisso previsto para hoje na agenda da presidenta. Apesar da possibilidade de uma reunião de Dilma com o presidente italiano, Giorgio Napolitano, o encontro, de acordo com a assessoria internacional do Palácio do Planalto, não deve ocorrer devido aos compromissos do chefe de Estado, que hoje participou de cerimônia de juramento do novo primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi.

A presidenta não vai participar da missa que ocorre na manhã de domingo (23) com a presençã dos novos cardeais e parte da Itália cedo, com destino a Bruxelas, na Bélgica. No país, a presidenta participa da 7ª Cúpula Brasil-União Europeia e vai se reunir com o presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy e com o presidente da União Europeia, José Manuel Durão Barroso.

Ontem (21), em Roma, a presidenta se encontrou com o papa Francisco e pediu ao pontífice que colabore com a propagação de mensagens de paz e de luta contra o preconceito durante a Copa do Mundo no Brasil. Esse é o terceiro encontro de Dilma com o papa Francisco desde que ele assumiu o pontificado, em março do ano passado. Após o encontro, Dilma conversou com os jornalistas e disse ter ficado feliz com a indicação de dom Orani para cardeal. “Acho que a escolha dele é merecida. Além de ser homem de fé, é pessoa com grande capacidade, solidariedade, que se interessa pelos movimentos sociais, pelos pobres”, ressaltou.

Tags: consistório, Francisco, orani, papa, rousseff, vaticano

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.