Jornal do Brasil

Quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

País

Áreas do Vale do Ribeira seguem isoladas por causa da chuva

Agência Brasil

O tempo melhorou no Vale do Ribeira, localizado entre o sul do estado de São Paulo e o leste do Paraná, mas as consequências da forte chuva do último fim de semana ainda mobilizam equipes da Defesa Civil, prefeitura e de outras esferas públicas no auxílio aos desabrigados e, principalmente, no atendimento à população que ficou isolada nas áreas rurais.

As cidades de Miracatu e Juquiá foram as mais castigadas pelas cheias. Na manhã desta quarta-feira, ainda não era possível chegar de carro às zonas rurais e nem os moradores dessas localidades podiam  usar os seus veículos para fazer compras, vender mercadorias ou resolver qualquer questão nas zonas urbanas. Os acessos ficaram bloqueados por quedas de barreiras ou inundações, segundo informou o coordenador regional da Defesa Civil, Irineu Takeshita de Oliveira.

"Temos estradas ainda submersas e em alguns locais não passam veículos por causa de barreiras que caíram", explicou ele. De acordo com Irineu, há operários trabalhando para desobstruir os acessos ao meio rural. Só em Miracatu, onde ocorreu o transbordamento do Rio Bananal e dos córregos Prainha e Ubirajara, havia 41 desabrigados e mais de 600 pessoas fora de suas casas.

Em Juquiá, onde as chuvas se prolongaram até domingo, além de árvores caídas, a água encobriu ruas e avenidas, invadindo as residências. Pelo menos 15 pessoas ficaram desabrigadas e o número de desalojados chegou a 465.

Foram atingidos ainda os municípios de Itariri, onde há nove desalojados;  de Pedro de Toledo, com 70 desalojados e nenhum desabrigado; de Jacupiranga, com dez desabrigados e o mesmo número de desalojados; de Cajati, com oito desalojados e nenhum desabrigado, e de Registro, com 35 desabrigados e 15 desalojados.

Relatório divulgado pela Defesa Civil mostra que em Juquiá foram inundadas 350 moradias e em cinco pontos houve queda de barreiras. Em Miracatu, as enchentes afetaram 354 residências e houve ainda a  interrupção de energia em quatro bairros.

Para levar socorro às vítimas das enchentes isoladas em propriedades rurais foram disponibilizados uma aeronave do Grupamento Aéreo da Polícia Militar, barcos do Policiamento Ambiental e equipes do Corpo de Bombeiros.

Tags: . sp, defesa civil, desabrigados, enchentes, resgate

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.