Jornal do Brasil

Sexta-feira, 19 de Setembro de 2014

País

Ex-presidente da UNE assume vaga aberta após renúncia de Cunha

Portal Terra

Após a renúncia do ex-deputado João Paulo Cunha (PT-SP), condenado e preso por sua participação no processo do mensalão, o ex-presidente da União Nacional dos Estudantes, Gustavo Petta (PCdoB-SP) assumiu uma cadeira na Câmara como suplente. 

Petta, que era vereador na cidade de Campinas, assume o lugar deixado pela deputada Iara Bernardi (PT-SP), que cumpria suas atividades como suplente, mas assumiu o gabinete que era ocupado por João Paulo Cunha no último dia 12. 

Preso por conta de sua condenação no processo do mensalão, Cunha renunciou a seu cargo de deputado no último dia 7. Em sua carta de renúncia, o ex-parlamentar afirmou que deixa o mandato "com a consciência de dever cumprido". 

A saída de João Paulo por conta própria - como fizeram outros deputados condenados no julgamento - impediu que companheiros de partido tivessem que participar de uma cassação de mandato por voto aberto em pleno ano eleitoral.

João Paulo foi condenado no julgamento do mensalão a nove anos e quatro meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva (três anos), lavagem de dinheiro (três anos) e peculato (três anos e quatro meses). No dia 6 de janeiro, Barbosa negou recurso apresentado pela defesa e determinou o cumprimento imediato das penas de corrupção passiva e peculato, que somam seis anos e quatro meses. O petista aguarda o julgamento de um recurso pelo crime de lavagem de dinheiro. Após a decisão, Barbosa saiu de férias sem assinar a ordem de prisão. João Paulo só foi para cadeia quase um mês depois, na última terça-feira.

Tags: cunha, petista, petta, união, vaga

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.