Jornal do Brasil

Quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

País

Médico cubano é afastado de posto de saúde no Rio Grande do Sul

Agência Brasil

O Ministério da Saúde informou hoje (14) que a coordenação do Programa Mais Médicos no Rio Grande do Sul instaurou processo para apurar a situação do médico cubano Luis Enrique Rodriguez, após receber ofício da Secretaria de Saúde de Bento Gonçalves informando que o profissional estava tendo problemas em se comunicar com os pacientes. A dificuldade em falar o português provocou o afastamento do médico cubano da unidade básica de saúde de Bento Gonçalves, de acordo com o coordenador médico da secretaria de saúde do município, Marco Antônio Ebert. O profissional está afastado do trabalho há 15 dias enquanto aguarda decisão da supervisão do Mais Médicos.

“Observamos uma necessidade de maior aprimoramento da língua para haver uma boa relação médico-paciente e para que todos os procedimentos e condutas pudessem ser registrados em prontuário”, explicou Ebert.

O médico cubano trabalhou por cerca de dois meses no município e os agentes de saúde verificaram que os pacientes da região onde o médico atuava estavam procurando atendimento em outras unidades de saúde, explicou o coordenador. “Nesses dias, ele tentou se familiarizar com a língua portuguesa e um dos problemas é que a altura da voz estava elevada. Ele também estava se familiarizando com protocolos clínicos que são um pouco diferentes dos cubanos”, relatou.

O município de Bento Gonçalves recebeu dois profissionais do Mais Médicos, o cubano e uma brasileira, e solicitou mais quatro. Marco Antônio Ebert diz não ver problema em receber outros médicos cubanos por meio do programa.

Tags: federal, Governo, programa, SAÚDE, vagas

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.