Jornal do Brasil

Sábado, 26 de Julho de 2014

País

Adolescente de 14 anos morre enquanto 'brincava' com arma no RS

Portal Terra

Uma adolescente de 14 anos morreu, no final da tarde de quarta-feira, em Pelotas (RS), após ser baleada enquanto “brincava” com uma arma com outros dois jovens, uma de 16 e outro de 19 anos. 

De acordo com a Delegacia de Homicídios da cidade, os jovens estavam na casa da vítima, no bairro Fragata, e brincavam com uma arma trazida pelo rapaz de 19 anos, quando ocorreu o disparo que matou Kátia Silene dos Santos da Silva. 

Segundo o primeiro depoimento dado pela adolescente de 16 anos à polícia, o jovem de 19 anos tirou todas as munições da arma, para que o grupo pudesse “brincar”. Os três deixaram de manusear a arma e, por isso, o rapaz a municiou novamente. Instantes depois, os jovens voltaram a manusear o objeto, que foi desmunicionado mais uma vez.

Ainda de acordo com o relato inicial da menina de 16 anos, acreditando ter desmunicionado completamente a arma, o jovem a apontou para Kátia e efetuou um disparo. Como havia ainda uma bala, a garota acabou atingida no braço e na altura da costela. 

Após balear a adolescente, o jovem - que tem passagem por roubo de carro, ameaça e porte ilegal de arma - fugiu, levando consigo a arma. Ele não teve a identidade revelada.  

Nesta quinta-feira, porém, a adolescente de 16 anos mudou seu depoimento e afirmou ser ela a responsável pelo disparo que matou Kátia. Ela disse também que o jovem de 19 anos não estava na casa e que outro rapaz, que não soube identificar, seria o dono da arma que baleou a vítima.

Segundo a polícia, a adolescente de 16 e o jovem de 19 anos são amigos. Os investigadores acreditam que, por ser menor de 18 anos, ela está tentando ajudar o rapaz, tirando sua responsabilidade pela morte de Kátia.

O caso foi registrado como homicídio doloso. Até as 16h desta quinta-feira, o rapaz de 19 anos ainda não havia se apresentado à polícia. Ele não é considerado foragido, já que nenhum mandado de prisão foi expedido. 

Tags: amigos, gaucha, menina, morte, polícia

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.