Jornal do Brasil

Quarta-feira, 30 de Julho de 2014

País

Taxista que morreu em acidente em SP 'era muito experiente', diz cunhado

Portal Terra

Experiente, com 22 anos de táxi, casado e pai de dois filhos - de 18 e 11 anos. Esse era Ronaldo Coltran, o taxista que morreu nesta quarta-feira ao ter o carro esmagado por um ônibus na avenida Vereador José Diniz, zona sul de São Paulo. As palavras são do também taxista Márcio, cunhado de Coltran que disse ter sabido do acidente através de uma rádio, enquanto dirigia.

Os corpos de Coltran e de um passageiro - identificado como Cirile, de naturalidade francesa - foram retirados da carcaça do Corolla preto às 11h, quatro horas depois do acidente. Além dos dois mortos, oito passageiros dos ônibus envolvidos no acidente ficaram feridos e foram levados ao hospital do Grajaú, mas nenhum com gravidade.

"Quando ouvi no rádio, liguei para o celular do Ronaldo várias vezes, mas ele não atendeu", disse. Conforme o taxista, o cunhado foi vítima "de uma fatalidade", pois "era muito experiente".

Sobre o argumento usado pelo motorista aos agentes de trânsito - o de que Coltran o teria fechado, no corredor -, Márcio resumiu: "Isso é o que ele diz. Prefiro aguardar a perícia", concluiu.

O caso é investigado pelo 27ª Delegacia de Polícia (Campo Belo).

Tags: . sp, acidente, mortes, taxista, via

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.