Jornal do Brasil

Sexta-feira, 19 de Dezembro de 2014

País

Fachada de galpão do TJ desaba e deixa dois feridos em Alagoas

Portal Terra

A fachada de dois galpões antigos desabou sobre três carros e deixou dois homens feridos por volta das 10h10 desta quarta-feira, em Palmeira dos Índios, interior do Alagoas. Uma mulher que passava próximo ao local desmaiou de susto com a queda. Um dos galpões pertence ao Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas (TJ/AL).

De acordo com o Corpo de Bombeiros, parte dos dois galpões da praça Humberto Mendes caiu por problemas estruturais, provavelmente pela ação do tempo, já que eram muito antigos. Manoel Francisco, 55 anos, e Tácio Henrique Matias, 22, trafegavam em um Corsa Sedan prata que foi atingido. O veículo ficou bastante danificado, mas, de forma impressionante até para os bombeiros, os dois sofreram apenas ferimentos leves. Outros dois carros estacionados foram atingidos, além de um poste com transformador, que caiu.

Uma mulher de 22 anos que passava pela praça teria se assutado com a cena e desmaiou.

Segundo o sargento Vital, que comandou uma equipe de sete homens, o resgate foi mais trabalhoso do que complexo. “Tivemos de resgatar as vítimas, lidar com os escombros e fazer o trabalho de isolamento da área por mais de duas horas. Contamos com apoio de guardas da prefeitura na contenção”, lembra.

Os feridos foram socorridos pelos bombeiros e pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Regional Santa Rita.

TJ emite nota sobre o desabamento

“O Tribunal de Justiça de Alagoas confirmou ser o proprietário de um dos galpões que desabou parcialmente e informou por nota publicada em seu site que as vítimas estão “devidamente assistidas por juízes titulares daquela comarca de Palmeira dos Índios”.

Segundo o órgão, das três vítimas, às 14h38 uma já havia recebido alta médica e outra permanecia em observação. Uma terceira seria submetida a exame de tomografia, em um hospital de Arapiraca, no Agreste.

Dois engenheiros do Departamento de Engenharia da Corte de Justiça foram deslocados ao município para avaliar a situação. “Por orientação técnica e após análise dos engenheiros, outras paredes com sinais de comprometimento estrutural podem ser demolidas”, informou a nota.

“Em desuso, o espaço foi adquirido pelo Poder Judiciário para consolidação da futura ampliação de sua estrutura judiciária naquele município”, concluiu.

Tags: alagoas, desabamento, feridos, justiça, Tribunal

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.