Jornal do Brasil

Sexta-feira, 18 de Abril de 2014

País

PT promete evitar 'constrangimento' na Comissão de Direitos Humanos

Portal Terra

O líder do PT na Câmara, deputado Vicentinho (PT-SP), prometeu nesta terça-feira que o partido não permitirá um novo “constrangimento” com a Comissão de Direitos Humanos (CDH) da Casa, em uma referência à presidência do grupo pelo Pastor Marco Feliciano (PSC-SP) no ano passado. Integrantes do PT defendem que o partido assuma a comissão, mas a sigla ainda não chegou a um consenso. O deputado conservador Jair Bolsonaro (PP-RJ) se articula para suceder o evangélico na comissão.

“O que eu posso aqui assegurar é que nunca mais essa Comissão de Direitos Humanos vai passar pelo constrangimento que passou no ano passado”, disse Vicentinho, após reunião da bancada do PT. Os petistas vão pedir, na reunião de líderes que acontece hoje, para adiar a divisão das comissões para semana que vem.

A alçada de Feliciano à presidência da CDH foi alvo de críticas pelas declarações do pastor, consideradas homofóbicas. No fim do ano passado, o parlamentar disse ter conseguido dar notoriedade à comissão.

O PT, por ser a maior bancada da Câmara, tem direito a três das 21 comissões temáticas, com direito a escolher primeiro quais grupos deseja presidir. Entre os petistas, há consenso para assumir a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). Outras opções colocadas na mesa são de grupos com maior visibilidade, como a Comissão de Agricultura e Pecuária, a de Saúde ou Educação.

O PP pleiteia continuar na presidência da Comissão de Minas e Energia. Caso não consiga, Bolsonaro acredita que pode presidir a CDH. O gesto é visto por parte do PT apenas como uma ameaça para garantir a titularidade de Minas e Energia.

 

Tags: bolsonaro, câmara, comissões, deputados, Eleições

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.