Jornal do Brasil

Quinta-feira, 21 de Agosto de 2014

País

Tribunal aumenta pena de assaltante que matou estudante na USP

Portal Terra

A Justiça de São Paulo, em segundo grau, aumentou de 14 para 16 anos a pena por latrocínio de um dos assassinos de um estudante que foi morto dentro do campus da Universidade de São Paulo (USP) em 2011.

Felipe Ramos de Paiva, 24 anos, foi morto com um tiro na cabeça após uma tentativa de assalto no estacionamento da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA-USP). Antes do homicídio, os ladrões haviam roubado um carro, com o qual fugiram.

Além disso, o tribunal, após recurso do Ministério Público (MP) condenou os assassinos por roubo qualificado - crime pelo qual eles haviam sido absolvidos em 2012. As penas por esse crime foram de cinco anos e oito meses de reclusão e pagamento de 14 dias-multa.

Felipe cursava Ciências Atuariais, tendo ingressado em 2007, segundo informações do site da FEA. O pai do estudante, o projetista Ocimar Florentino de Paiva,  afirmou à época do crime que o jovem havia sido assaltado duas vezes em ônibus e, por isso, comprou um carro blindado havia pouco tempo.

Tags: Aluna, crime, morte, SP, universidade

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.