Jornal do Brasil

Quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

País

Sobe para 47 número de ônibus depredados em Porto Alegre

Agência Brasil

Subiu para 47 o número de ônibus depredados desde que começou a greve dos rodoviários em Porto Alegre, há 12 dias. No início da manhã de hoje (7), 20 ônibus da empresa VTC, do Consórcio STS, começaram a circular, mas um deles teve os vidros quebrados, e todos os veículos retornaram para a garagem. No momento, nenhum ônibus está em circulação afetando mais de 1 milhão de passageiros.

A Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul informou que não há notícias de prisões, e as ocorrências de ataques a ônibus foram registradas em diferentes delegacias distritais, que ficam encarregadas pelas investigações. Os atos de vandalismo ocorrem apesar do reforço na fiscalização feito por agentes de trânsito e por policiais militares, que vêm ocupando pontos estratégicos nos principais eixos de deslocamento na capital gaúcha.

Diante do impasse entre rodoviários e patrões em mais uma audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho, a procuradora do Ministério Público do Trabalho Beatriz Fialho decidiu protocolar a ação de dissídio. O julgamento foi marcado para o dia 17 de fevereiro. Até lá, os rodoviários devem cumprir a liminar que determina circulação de 70% da frota em horário de pico e 30% nos demais períodos. Uma nova assembleia dos rodoviários foi marcada para segunda-feira (10), às 19h30.

Foi a quarta tentativa de conciliação desde o início da greve, no dia 27 de janeiro. A vice-presidente do TRT-RS, desembargadora Ana Luiza Heineck Kruse, destacou que nada impede que as partes solicitem uma nova mediação para buscar um acordo e encerrar a greve antecipadamente. "A conciliação ainda é a melhor solução para todos", disse a magistrada.

Para tentar reduzir as dificuldades de circulação, cerca de 70% das 617 vans escolares credenciadas de Porto Alegre e lotações fazem o transporte coletivo da cidade.

Tags: capital, gaucha, justiça, paralisação, rodoviários

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.