Jornal do Brasil

Sábado, 23 de Agosto de 2014

País

Justiça de SP mantém condenação de motorista de ônibus escolar por estupro

Portal Terra

A Justiça de São Paulo manteve a condenação de 12 anos de prisão por estupro de vulnerável para um motorista de ônibus escolar que praticou o crime contra cinco crianças em novembro de 2009. Ele irá cumprir a sentença em regime inicial fechado. A decisão foi tomada pela 8ª Câmara de Direito Criminal.

De acordo com a denúncia, o servidor público municipal trabalhava como motorista do ônibus escolar e, por diversas vezes, cometeu abusos com as crianças. Na época dos crimes, todas tinham menos de 14 anos.

Ao analisar o caso, o relator Camilo Léllis dos Santos Almeida entendeu que a prova oral foi suficiente para comprovação do crime praticado pelo réu. "Não há o menor indicativo de que todas as cinco ofendidas quisessem incriminar injustamente o apelante. Seus relatos se mostraram uníssonos com os ofertados a seus genitores e psicóloga da prefeitura municipal, bem como ao Conselho Tutelar, adquirindo, assim, relevante força probante", afirmou em seu voto, acompanhado pelos desembargadores Ronaldo Sérgio Moreira da Silva e Marco Antônio Pinheiro Machado Cogan.

Tags: abuso, escola, Menor, motorista, sexual, SP

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.