Jornal do Brasil

Domingo, 21 de Dezembro de 2014

País

Justiça autoriza ação da polícia para permitir saída de ônibus no RS

Portal Terra

A Justiça do Trabalho determinou nesta sexta-feira que os piquetes formados em frente às empresas de ônibus de Porto Alegre por rodoviários grevistas não poderão mais impedir a saída dos veículos que quiserem deixar as garagens. O juiz Elson Rodrigues da Silva Junior, da 10ª Vara do Trabalho, deferiu a limitar solicitada hoje pelo Sindicato das Empresas de Ônibus de Porto Alegre, autorizando o uso de força policial para liberar a frota caso haja necessidade a partir de segunda-feira. 

Até esta sexta-feira, foram registrados 47 ônibus depredados desde que começou a greve dos rodoviários em Porto Alegre, há 12 dias. No início da manhã desta sexta-feira, 20 ônibus da empresa VTC, do consórcio STS, começaram a circular, mas um deles teve os vidros quebrados, e todos os veículos retornaram para a garagem. No momento, nenhum ônibus está em circulação afetando mais de 1 milhão de passageiros.

Na decisão, o juiz enfatizou que a greve foi considerada ilegal pelo Tribunal Regional do Trabalho, que determinou que os grevistas colocassem em circulação pelo menos 30% da frota durante o dia e 70% nos horários de pico - medida descumprida pelos rodoviários. Caso descumpra a decisão de não promover piquetes em frente às garagens, os rodoviários deverão pagar uma multa diária de R$ 100 mil. 

Tags: capital, gaucha, justiça, paralisação, rodoviários

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.