Jornal do Brasil

Quarta-feira, 30 de Julho de 2014

País

Financial Times: caos no Metrô de São Paulo renova temores da Copa do Mundo

Jornal do Brasil

O Financial Times destacou nesta quinta-feira (6/1) que uma pane em uma das linhas do Metrô de São Paulo causou um caos "na maior cidade da América do Sul", na última terça (4), e que a falha foi atribuída a uma ação de "sabotadores não identificados", revelando as crescentes tensões no país um pouco antes às vésperas da Copa do Mundo. A matéria informa que o Brasil se prepara para sediar o maior evento do futebol em junho, mas protestos violentos de manifestantes mascarados, conhecidos como "black blocs", bem como ocupações em massa de centros comerciais por jovens, além da crescente atividade criminosa no Rio de Janeiro e outros incidentes, estão deixando as autoridades preocupadas.

O Times compara o atual cenário brasileiro com os protestos contra a reunião da Organização Mundial do Comércio em Seattle, que aconteceu há 15 anos, considerando que a Copa do Mundo está no centro desses manifestos. O veículo ressalta que os protestos em massa que marcaram o Brasil no ano passado, durante a Copa das Confederações, foi um ensaio geral para o evento deste ano, pegando as autoridades de surpresa e aumentando o nervosismo em 2014.

A reportagem do Times esclarece como aconteceu o episódio do Metrô de São Paulo: "paralisação dos trens ocorreu quando cerca de 10 botões de emergência do carro foram pressionados simultaneamente. As pessoas desceram e caminharam pelos trilhos, enquanto alguns cometeram atos de vandalismo". O jornal destaca ainda um depoimento do governador da cidade, Geraldo Alckmin: "Eu não acredito que essas coisas aconteceram de forma espontânea. Precisamos investigar seriamente.". A matéria relembra que, no mês passado, um jovem foi baleado pela polícia, também em São Paulo, após um protesto violento no Centro da cidade, durante as comemorações do aniversário da fundação da metrópole. Além disso, cita o aumento da violência em favelas pacificadas do Rio.

"Violência no futebol também está de volta à agenda, depois que os fãs invadiram um campo de treinamento de campeões brasileiros, o Corinthians, e agrediram um jogador em uma demonstração de raiva por causa do seu desempenho recente na equipe", diz o texto do Times. Ressalta também que a presidente Dilma Rousseff, no mês passado, disse que apoiou os protestos pacíficos, mas prometeu uma resposta severa contra a violência.

"Nenhum governo ou da sociedade. "Eu não acho que é improvável que algo como o que aconteceu em Seattle, em 1999, terá lugar em um dos jogos", disse Rafael Alcadipani, da Fundação Getúlio Vargas, ao Times.

Tags: black, bloc, Copa, manifestações, Metrô, rousseff

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.