Jornal do Brasil

Terça-feira, 21 de Outubro de 2014

País

ES: homem suspeito de matar e esquartejar vigilante é preso

Portal Terra

Um homem foi preso na quarta-feira por suspeita de envolvimento na morte e no esquartejamento do vigilante Wesley Rosa, 39 anos. O crime ocorreu no último sábado no bairro Nossa Senhora Aparecida, em Cachoeiro de Itapemirim, no sul do Espírito Santo. 

De acordo com o delegado Guilherme Eugênio Rodrigues, uma denúncia anônima recebida na terça-feira apontou para um rapaz de 23 anos como o autor do assassinato. Com mandado de prisão e busca e apreensão, policiais estiveram na casa do suspeito, onde encontraram peças de lençóis, fronhas e cortinas semelhantes às usadas para enrolar as partes do corpo da vitima. "A perícia criminal também achou marcas de sangue em vários pontos da casa", contou Rodrigues. O homem, no entanto, não foi localizado. 

Durante a abordagem, os policiais receberam uma nova denúncia anônima apontando para outro suspeito do crime. Os policiais foram à residência do segundo suspeito, de 20 anos, no bairro Alto Independência, onde o prenderam. Conduzido à delegacia, ele confessou o crime em depoimento e deu detalhes de como mataram o vigilante. 

Conforme o delegado, o rapaz disse que estava na casa do comparsa quando viram Wesley passando pela rua e o chamaram para tomar umas bebidas. "Todos eles estavam bebendo e usando cocaína, quando a vítima teria começado a discutir com os dois suspeitos, estando todos sob efeito de álcool e drogas. Um então pegou uma faca, deu uma gravata em Wesley e cortou o pescoço dele", relatou Rodrigues. 

No momento em que o corpo da vítima caiu no chão, o suspeito preso contou que também pegou uma faca e passou a esfaquear o vigilante. Depois de terem matado Wesley, os dois suspeitos resolveram cortar as pernas da vítima para ficar mais leve para carregar e atiraram no mato. Os suspeitos se livraram do resto do corpo somente no dia seguinte, próximo ao local onde haviam jogado as pernas. 

Tags: delegado, espírito, morte, santo, segurança

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.