Jornal do Brasil

Quarta-feira, 23 de Abril de 2014

País

SP: famílias podem permanecer em terreno até decisão da justiça

Jornal do Brasil

As famílias que ocuparam terreni em São Miguel Paulista, na zona leste da capital, podem permanecer no local enquanto a execução da ação de reintegração de posse pela justiça não é tomada. A decisão foi anunciada hoje (30) pelo presidente da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), Milton Dallari, após reunião com uma comissão de moradores da Vila Sílvia, nome dado à comunidade. 

De manhã, os moradores fizeram uma manifestação em frente à sede da companhia. Os organizadores do ato público estimaram em 200 o número de participantes, calculado em 100 pela Polícia Militar. O grupo saiu da Praça da Sé por volta das 11h e caminhou pela Rua Boa Vista, onde fica a sede da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano.

“Queremos conhecer as famílias. Na próxima semana, o pessoal da área social vai fazer o trabalho de identificação para conhecermos as dimensões do problema”, disse Dallari. Segundo ele, é preciso identificar as pessoas que realmente precisam e as que estão apenas se aproveitando do movimento. 

As possíveis soluções para o caso ainda não foram apontadas por Dallari. Ele descartou, no entanto, a adoção de auxílio-aluguel. “Temos primeiro que resolver o problema das famílias que já recebem bolsa aluguel. Para nós, esse auxílio está congelado. Vamos arrumar outra solução”. O presidente da CDHU esclareceu que o terreno ocupado não deve ser usado para habitação: “aquele é um local de lazer. É uma área verde, que é a destinação dada pela prefeitura e temos que manter.”

* Com informações da Agência Brasil

Tags: ocupação, posse, SP, Terra, terreno

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.