Jornal do Brasil

Quinta-feira, 24 de Abril de 2014

País

SP: ações policiais na Cracolândia serão feitas com cautela, diz secretário

Portal Terra

Uma semana depois da ação de um grupo de policiais civis da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) na região da Cracolândia, que terminou em confronto com usuários de drogas da região, o prefeito da capital paulista, Fernando Haddad, que fez severas críticas à ação policial naquele momento, disse nesta quarta-feira que a ação não prejudicou o programa Braços Abertos. 

Durante a apresentação de um balanço do programa, o secretário de Segurança Pública do Estado, Fernando Grella Vieira, que esteve na prefeitura ao lado de Haddad, disse que nessa operação específica "houve um incidente que não queremos que aconteça e não se repita". 

Um dia depois da operação, a diretora do Denarc, Elaine Biasoli, classificou como "certíssima" a ação de policiais no combate ao tráfico de drogas naquele dia.

A operação de Braços Abertos é uma política pública municipal pactuada com o governo estadual, que preconiza a não-violência e na qual a prisão de traficantes deve ser feita sem uso desproporcional de força. 

De acordo com Haddad, “nós (a prefeitura) não perdemos a confiança dos beneficiários do programa”. "Tudo funcionou normalmente. Estamos há 10 dias trabalhando em conjunto para o sucesso da operação, que está normalizada. Não houve prejuízo", disse Haddad.

Segundo o secretário de Segurança, nos últimos dias foram realizadas 25 prisões em flagrante por tráfico na região e aprendidas mais de 1 mil pedras de crack. "Há o compromisso de trabalharmos em conjunto. O número de apreensões que fizemos na região é significativo", disse ele.

Para Haddad, estão se resgatando bairros importantes da cidade, como a Luz e Campos Elíseos, para todos os paulistanos. "Inclusive para aqueles que estão doentes", disse, se referindo ao tráfico de drogas. 

Tags: ação, Centro, dependentes, Policial, SP

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.