Jornal do Brasil

Sábado, 26 de Julho de 2014

País

Justiça dá autorização para Bispo Rodrigues trabalhar

Portal Terra

A Vara de Execuções Penais (VEP) do Distrito Federal concedeu autorização de trabalho para o ex-deputado federal Carlos Alberto Rodrigues Pinto, o Bispo Rodrigues, condenado no processo do mensalão. A decisão é de terça-feira, mas foi divulgada apenas hoje. Rodrigues cumpre pena de 6 anos e 3 meses de prisão no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O juiz Bruno André Silva Ribeiro autorizou que Bispo Rodrigues trabalhe durante o dia, mas na decisão não consta informações de onde será realizado e nem quanto receberá pelo trabalho realizado. O Terra tentou entrar em contato com a defesa do ex-deputado, mas não obteve resposta. 

Conforme o magistrado, o trabalho é "fundamental para a ressocialização do sentenciado" e uma "oportunidade para avaliar a disciplina, autodeterminação e responsabilidade do reeducando antes de uma possível transferência para um regime de pena mais avançado”.

O período de trabalho é de 8h às 18h. Dos 10 condenados no processo que cumprem pena no regime semiaberto, sete pediram para trabalhar fora da cadeia. Além de Rodrigues, já conseguiram autorização para trabalhar o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, o ex-tesoureiro do PL (atual PR) Jacinto Lamas, o ex-deputados federais Pedro Henry, Romeu Queiroz e Pedro Corrêa.

Tags: acusado, condenado, decisão, Mensalão, Supremo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.