Jornal do Brasil

Quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

País

SP: policiais que balearam manifestante serão investigados

Jornal do Brasil

Os três policiais que participaram da abordagem na qual um manifestante acabou baleado, sábado (25), em São Paulo, serão investigados pela Corregedoria da Polícia Militar (PM). Fabrício Proteus Nunes Fonseca Mendonça Chaves, de 22 anos, foi atingido por dois tiros em Higienópolis, em São Paulo. De acordo com a PM, o rapaz foi atingido após tentar esfaquear um policial na Rua Sabará, na altura no número 100.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou que Fabrício e um outro manifestante foram identificados como integrantes do "black blocs", e estavam mascarados durante a manifestação. Ainda de acordo com a secretaria, a Corregedoria teria imagens de Fabrício na manifestação.

>> SP: mais de 100 detidos em protesto são liberados

Os dois foram seguidos pela polícia após os protestos. Ao ser abordado, um rapaz ainda não identificado teria se entregado, mas Fabrício teria reagido, ferindo um policial militar, de acordo com a secretaria, que informou ainda que na mochila de Fabrício havia um artefato, que seria um coquetel molotóv.

Segundo a PM, o ferido foi socorrido pelos próprios policiais antes da chegada do Samu. Ele foi levado ao Pronto-Socorro da Santa Casa, em Santa Cecília. Na tarde deste domingo, Fabrício permanecia em estado grave, sob observação, na Unidade de Terapia Intensiva, após ter passado por uma cirurgia. Um dos tiros atingiu o tórax, o que causou hemorragia interna, e o outro atingiu o pênis do rapaz. Foi preciso remover um dos testículos da vítima.

Tags: brasil, Fogo, manifestação, protesto, SP, tiro

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.