Jornal do Brasil

Sábado, 26 de Julho de 2014

País

Suspeito de matar PM em Campinas é preso na divisa de MG e BA

Portal Terra

A Polícia Civil de Minas Gerais prendeu, na quinta-feira, em Espinosa, no norte do Estado, um homem suspeito de matar um policial militar em Campinas (SP), no último dia 12. O crime teria relação, segundo investigações da polícia paulista, com os ataques que em seguida provocaram a morte de 12 pessoas no bairro Ouro Verde e áreas no entorno. 

Segundo o delegado da cidade de Espinosa, Herivelton Ruas Santana, o suspeito Gullit Fernandes de Oliveira, 22 anos, teria matado o PM Arides Luiz dos Santos, 44 anos, num posto de gasolina. A polícia investiga se companheiros de farda teriam vingado a morte do PM executando as 12 vítimas. 

"Havia a suspeita de que ele, o Gullit, estaria na região onde vivem parentes dele. Essa suspeita foi repassada pela polícia de Campinas. Fizemos algumas diligências e comprovamos a suspeita de que ele foi visto na área. Uma equipe de Campinas se juntou à nossa e fizemos a prisão", explicou.

Ainda segundo o delegado, o suspeito teria assumido a autoria da morte do policial em Campinas. "Ele admitiu que foi ele quem atirou no policial de Campinas. Mais detalhes serão repassados pela polícia paulista, que será a responsável pelo encaminhamento dele", disse o delegado.

Gullit Fernandes de Oliveira está preso em Montes Claros, também no norte de MG, e aguarda autorização da Justiça para ser transferido para a cidade paulista. 

Tags: interior, morte, Policial, prisão, SP

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.