Jornal do Brasil

Segunda-feira, 1 de Setembro de 2014

País

MG: polícia investiga esquema de pirâmide que movimentou R$ 7 mi

Portal Terra

A Polícia Civil de Minas Gerais conseguiu na Justiça o bloqueio e apreensão dos bens de dois jovens suspeitos de montar um esquema de pirâmide financeira e causar prejuízo milionário a milhares de pessoas. Segundo a polícia, os dois suspeitos, de 22 e 25 anos, moram em Formiga e movimentaram R$ 7 milhões com o esquema, que lesou pelo menos 5 mil pessoas em todo o País. 

De acordo com o delegado Danilo César Basílio de Souza, responsável pela investigação do caso, os dois montaram um site, que levou o nome de “Money Over Work”, no qual mantinham o esquema. O esquema funcionou de abril a metade de julho de 2013, disse o delegado. 

A fraude consistia, de acordo com o delegado, em criar uma cadeia para gerar dinheiro pela adesão de novos associados, que pagavam taxas, e não pela venda de produtos ou prestação de serviços. No esquema, os novos “associados” deveriam pagar taxas e convidar novas pessoas. Os novos ingressantes remunerariam quem estaria no topo da pirâmide e quem os convidou. Sem um produto ou serviço prestado, a “pirâmide” quebrou, lesando seus integrantes. 

Com o esquema, os dois jovens, que não têm emprego, compraram carros e motos de luxo, além de manter valores altos em contas bancárias. De acordo com a polícia, em agosto de 2013, os dois sacaram R$1.105.000,00. 

Para disfarçar a aquisição dos bens, os jovens colocavam os itens adquiridos em nomes de laranjas. Eles são também são suspeitos de ter empresas de fachada para simular a movimentação financeira. 

Segundo Souza, ontem, após decisão favorável da Justiça, a polícia apreendeu veículos de luxo, como uma Ford Edge e um Hyunday Azera; motos, uma Yamaha YZF R1, uma Kawasaki Z1000, uma Ducati Monster e uma Yamaha FZ6 Fazer; além de um jet-ski. 

Também foram apreendidos R$ 12 mil em espécie, várias joias que, segundo a polícia, ultrapassam o valor de R$ 15 mil; computadores, notebooks e aparelhos celulares, além de vários documentos como planilhas e comprovantes de depósitos. 

De acordo com o delegado, na próxima semana serão apreendidos um Camaro e uma moto CBR1000. Os dois tiveram também suas contas bancárias rastreadas e bloqueadas pela Justiça.

Souza afirmou que os dois não foram presos porque possuem endereço fixo, não têm antecedentes criminais e colaboraram com as investigações. Segundo o delegado, os jovens estão proibidos de sair da cidade de Formiga.

Tags: crime, desvios, empresas, esquema, financeiro

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.