Jornal do Brasil

Sábado, 2 de Agosto de 2014

País

PSDB acusa Skaf de usar Fiesp para campanha eleitoral antecipada

PMDB diz que tucanos tentam definir adversário no "tapetão"

Portal Terra

O diretório municipal do PSDB em São Paulo entrou nesta quinta-feira com uma representação junto ao Ministério Público Eleitoral contra o provável candidato do PMDB ao governo do Estado, Paulo Skaf, por campanha eleitoral antecipada. Segundo os tucanos, Skaf está utilizando o espaço publicitário da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), entidade que preside, para fazer divulgação da própria imagem. 

"O Skaf tem sido colocado oficialmente, tanto pelo PMDB como por si próprio, como pré-candidato. Nas últimas peças publicitárias, tanto da Fiesp como do Sistema S (sigla usada para se referir ao conjunto de instituições de interesse das categorias profissionais), ele trata de problemas que são da população em geral, mas periféricos a estas entidades", disse Milton Flávio, deputado estadual e presidente do diretório municipal do PSDB. 

Segundo Flávio, em vez de defender os interesses das categorias que representa, Skaf está aproveitando o espaço para realizar campanha eleitoral antecipada e cultivar a própria imagem. "Em vez de defender os interesses do setor industrial, ele está preocupado com o IPTU do interior, em uma clara campanha eleitoral", disse o tucano. O deputado afirma que Skaf tem se aproveitado do espaço publicitário da Fiesp para promoção pessoal desde 2011. 

Contatado, o diretório paulista do PMDB disse que Skaf está tranquilo e que entende que não está fazendo campanha antecipada. O partido alega que as peças publicitárias com a imagem do provável candidato estão previstas pela Fiesp e que todas as campanhas são aprovadas pela direção da entidade. "O PSDB está tentando definir o seu adversário no tapetão", diz a assessoria da sigla.

Tags: 2014, eleição, Fiesp, Governo, SP

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.