Jornal do Brasil

Sábado, 19 de Abril de 2014

País

Haddad repudia ação da Polícia na Cracolândia

Portal Terra

O prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad (PT), emitiu uma nota oficial nesta quinta-feira (23) repudiando a ação da Polícia Civil e do Denarc (Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico) na região da Cracolândia. Na nota, a Prefeitura diz que “repudia esse tipo de intervenção” e afirma que “a administração municipal foi surpreendida pela ação policial repressiva realizada na região da Cracolândia”.  

A Prefeitura também afirma que bombas foram usadas contra agentes de saúde e funcionários municipais que trabalhavam no local. “A Operação de Braços Abertos é uma política pública municipal pactuada com o governo estadual, que preconiza a não-violência e na qual a prisão de traficantes deve ser feita sem uso desproporcional de força. A Prefeitura repudia esse tipo de intervenção, que fez uso de balas de borracha e bombas de efeito moral contra uma multidão formada por trabalhadores, agentes públicos de saúde e assistência e pessoas em situação de rua, miséria, exclusão social e grave dependência química”, declara a administração municipal de São Paulo. 

A operação surpresa do Denarc na região aconteceu na tarde desta quinta, quando policiais civis prenderam vários usuários de drogas e utilizaram balas de borracha e spray de pimenta contra eles. A operação não havia sido informada para a Prefeitura, que trabalhava com agentes de saúde e assistentes sociais no local para cadastrá-los no programa "Operação Braços Abertos". 

A intervenção dos policiais civis surpreendeu até agentes da Guarda Civil Metropolitana e o secretário municipal de Segurança Urbana, Roberto Porto, que também estavam no local.  Na nota repúdio, a Prefeitura de SP esclarece que agentes da Prefeitura trabalham há seis meses para conquistar a confiança e obter a colaboração das pessoas atendidas e que a ação da Polícia Civil só tem a prejudicar os esforços de ajuda aos dependentes químicos da região.  

“A administração reafirma seu empenho na solução deste problema da cidade e manifesta sua preocupação com este tipo de incidente, que pode comprometer a continuidade do programa. E expressou essa posição diretamente ao Governo do Estado”, aponta o documento assinado pela Secretaria de Comunicação da Prefeitura de São Paulo. 

A chamada ‘Operação Braços Abertos’ é um projeto lançado há menos de quinze dias pela Prefeitura de São Paulo, que pretendia resgatar usuários de crack da rua através de ajuda assistencial. A ideia do prefeito Fernando Haddad era oferecer moradia, emprego e tratamento de saúde aos usuários de crack região da chamada “Nova Luz”, centro do perímetro chamado de Cracolândia. 

Tags: Centro, dependentes, polícia, químicos, SP

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.