Jornal do Brasil

Sábado, 29 de Novembro de 2014

País

BA: reforma do aeroporto de Salvador não ficará pronta para a Copa

Portal Terra

A reforma do aeroporto internacional Luis Eduardo Magalhães, em Salvador, não vai ficar pronta para a Copa do Mundo. Com entrega prometida para dezembro de 2013, o trabalho realizado pela NM Construtora está tão atrasado que, por ordem do ministro-chefe da Aviação Civil, Wellington Moreira Franco, será interrompido antes do Carnaval e retomado apenas em julho, após o encerramento do torneio internacional. A decisão foi tomada após uma vistoria no canteiro de obras feita pelo próprio ministro na segunda-feira (20). Ele viajará novamente a Salvador dentro de 30 dias para uma nova inspeção.

A reformulação do aeroporto de Salvador foi definida em janeiro de 2013 através de um convênio no valor de R$ 100 milhões assinado entre o governo do Estado, a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) e a Secretaria Nacional de Aviação para melhorias no terminal de passageiros e no edifício-garagem (explorado pela iniciativa privada), além da finalização da nova torre de controle e adequação do pátio de aeronaves.

O prazo inicial dado pelo superintendente da Infraero em Salvador, José Cassiano Ferreira Filho, era de seis meses, adiado posteriormente para 11 meses. Embora a promessa tenha sido para início imediato dos trabalhos, os atrasos foram sucessivos e a capital baiana começou o verão com um terminal de passageiros completamente tumultuado, repleto de tapumes e mal sinalizado. 

“Eu vim aqui a trabalho em setembro e me aborreci tanto que quase cancelei minhas férias, mas o pessoal da agência disse que em janeiro a obra já teria acabado”, disse o engenheiro Norberto Santana, de Campinas. Ele conta que se arrependeu ao se ver junto com passageiros de quatro outros voos tentando pegar bagagens numa única esteira. “Realmente me estressei.”

De acordo com Moreira Franco, o adiamento da segunda etapa da reforma para julho também servirá para que casos como o de Santana não se repitam. "Se não houvesse atraso, a primeira etapa já teria sido inaugurada e seria possível seguir o cronograma da segunda etapa. É por isso que estamos tomando essa decisão”, afirmou o ministro, explicando que períodos como o Carnaval, tão importante para o turismo baiano, não podem ser comprometidos. 

Segundo a assessoria de imprensa da Infraero, nas obras a serem entregues no fim deste mês estão incluídos um total de 64 guichês de check-in, a reforma de banheiros e fraldários, além de reparos nas pistas de pouso e decolagem. 

Até abril, para a Copa, devem ser entregues as áreas de desembarque doméstico remoto e internacional, esteiras de triagem e restituição, lojas, caixas eletrônicos, praça de acarajé, estação transbordo, área de apoio a taxistas, escadas de emergência, cobertura frontal, praça de alimentação, auditório e mirante. Após a Copa serão entregues o desembarque internacional remoto, posto de pronto-socorro, a adequação da saída do desembarque, salas de bagagens extraviadas, central telefônica, finger, adequação dos gates, elevadores panorâmicos e áreas administrativas.

Apesar dos atrasos, a empresa garante que a unidade tem plenas condições para receber os passageiros que visitarão Salvador para o Carnaval e a Copa do Mundo. A expectativa é de 10,8 milhões de passageiros e a capacidade do aeroporto é para 13 milhões.

Em 2013, o terminal de passageiros do aeroporto Luis Eduardo Magalhães foi o quarto mais movimentado do País, e o primeiro entre as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, com 8,4 milhões de passageiros. Na área de carga, segundo a Infraero, o aeroporto de Salvador fica em oitavo lugar, com quase 30 toneladas de produtos circulando anualmente. 

Tags: atrasos, brasil, estrtutura, Mundial, Obras

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.