Jornal do Brasil

Domingo, 21 de Dezembro de 2014

País

SC: trilha onde modelo morreu já registrou acidente fatal em 2011

Portal Terra

A trilha onde uma modelo morreu e um DJ ficou ferido no final da tarde de domingo, em Florianópolis (SC), já registrou um acidente fatal há menos de dois anos. Em 2011, a banhista Nájila Dutra Alves morreu praticamente da mesma maneira: ao tentar atravessar uma das várias quedas d’água do local e cair de cabeça sobre pedras.  

A Costa da Lagoa é um dos pontos mais procurados de Florianópolis durante a alta temporada: o local, famoso por seus diversos restaurantes de frutos do mar, é acessível apenas por barcos que deixam a Lagoa da Conceição ou então por uma trilha acessada nas imediações da praia da Barra da Lagoa.

Nájila, em 2011, morreu ao tentar atravessar uma cachoeira. Ela escorregou e bateu com a nuca em uma pedra. O local é repleto de placas com avisos de que as rochas são “extremamente escorregadias”.

Neste domingo, a modelo e estudante do terceiro período de Zootecnia da UFSC, Bruna Vergína, 23 anos, morreu quando estava no local com o namorado Matheus Mandelli, 29 anos. Os dois caíram de uma altura de oito metros e se chocaram com várias rochas.

O rapaz, um conhecido DJ local que já realizou apresentações nas casas noturnas mais badaladas da ilha, como a Confraria das Artes, passou por cirurgia durante a madrugada. Ele permanece internado no Hospital Regional de São José e após sofrer fraturas no fêmur, pé e punhos, além de ter diagnosticado uma lesão craniana. Seu estado é estável.

 

Tags: modelo, morte, pedras, polícia, Santa Catarina

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.