Jornal do Brasil

Segunda-feira, 24 de Novembro de 2014

País

SP: polícia identifica suspeito de latrocínio por celular perdido em fuga

Portal Terra

A Polícia Civil de Campinas identificou na sexta-feira o suspeito que assaltou uma empresária e matou o pai dela em uma 'saidinha de banco' na tarde de quinta-feira, em Campinas (SP). A ação ocorreu ao lado da agência da Caixa Econômica Federal, na avenida Amoreiras, bairro São Bernardo, quando a mulher deixava o banco com uma bolsa com R$ 350 mil em joias e dinheiro, além de vários cheques de terceiros.

Segundo a polícia, o suspeito, identificado como o pintor Anderson da Silva, 25 anos, morador da cidade, anunciou o assalto assim que a empresária deixou o banco por uma porta lateral. Como ela se negou a entregar a bolsa, ele começou a agredi-la. O seu pai, um aposentado de 70 anos, que estava esperando por ela dentro do carro da família em um estacionamento, viu a filha em apuros e veio em seu socorro, mas recebeu dois tiros. Silva teria realizado três disparos, segundo testemunhas.

José Rodrigues, 70 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no local. De acordo com testemunhas e com as imagens das câmeras de vigilância em poder da polícia, o assaltante bateu bastante na mulher até conseguir pegar o dinheiro e as joias. 

O aposentado baleado caiu sobre a filha. O suspeito chegou a sair do local assim que a mulher caiu sobre os volumes e seu pai ficou sobre ela, mas voltou e aplicou vários chutes nos dois até conseguir pegar os valores. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada e atendeu as vitimas no local, mas Rodrigues não resistiu.

De acordo com a delegada da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), Denise Margarido, um telefone celular foi encontrado nas imediações e as ligações foram rastreadas. A polícia chegou até as irmãs do rapaz, que não foi localizado. 

Testemunhas que presenciaram o assalto reconheceram o rapaz pelas imagens de segurança de uma loja instalada a poucos metros de onde ocorreu o roubo. Ele saiu correndo e a polícia acredita que outra pessoa o esperava em um carro nas imediações. Segundo a delegada, a polícia já solicitou ao juiz a prisão preventiva de Silva, que passará a ser considerado foragido e procurado pela polícia.

Esse foi o primeiro latrocínio registrado em Campinas neste ano. O corpo do aposentado José Rodrigues foi sepultado nesta tarde sexta-feira no Cemitério de Jaguariúna, interior de São Paulo.

Tags: Assalto, banco, Filha, morte, pai

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.