Jornal do Brasil

Sexta-feira, 18 de Abril de 2014

País

Número de estudantes atendidos pelo Fies aumenta 47% em 2013

Agência Brasil

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) registrou aumento de 47% nos contratos firmados no ano passado em relação a 2012. No total, foram formalizados 556,5 mil contratos em 2013, contra 377,6 mil do ano anterior. O balanço foi divulgado hoje (10) pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Desde 2010, quando houve mudanças nas regras de contratação e redução dos juros, foram firmados mais de 1,16 milhão de contratos.

O Fies é destinado à concessão de financiamento a estudantes regularmente matriculados em cursos superiores privados, com avaliação positiva nos processos conduzidos pelo MEC. O programa oferece cobertura de 50% a 100% do valor da mensalidade e juros de 3,4% ao ano. O contratante só começa a quitar o financiamento 18 meses depois de formado.

O Fies prevê um benefício extra para professores e médicos que financiaram os cursos de graduação. Esses profissionais podem pedir abatimento de 1% do saldo devedor por mês de efetivo exercício nas redes públicas de ensino e de saúde, respectivamente.

De acordo com a autarquia, do total de contratos formalizados entre 2010 e 2013, o curso de engenharia é o mais procurado, com mais de 198 mil contratos. Em seguida, direito (178 mil contratos), administração (98 mil), enfermagem (84 mil) e pedagogia (53 mil). Em 2013, o estado com o maior número de contratos firmados foi São Paulo (155 mil), seguido de Minas Gerais (61 mil), da Bahia (40 mil) e do Rio de Janeiro (36 mil).

As inscrições podem ser feitas em qualquer época do ano, a qualquer momento do curso, no Sistema Informatizado do Fies (SisFies). Podem se candidatar alunos regularmente matriculados em cursos de graduação presenciais não gratuitos oferecidos por instituições cadastradas no programa e que tenham obtido resultados positivos em provas do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes).

Tags: aumento, estudantes, financiamento, fundo, matrículas

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.