Jornal do Brasil

Quarta-feira, 17 de Setembro de 2014

País

Kiss: sobrevivente denuncia precariedade em transporte para tratamento

Portal Terra

Um veiculo da prefeitura de Santa Maria (RS) que transportava uma sobrevivente da tragédia da Boate Kiss para tratamento médico no Hospital Universitário de Santa Maria (Husm) quase pegou fogo na tarde de quinta-feira. O carro voltava do hospital, que fica a 11 quilômetros do centro da cidade, quando Kelen Ferreira começou a sentir cheiro de queimado. Ao parar o veículo, uma fumaça saía do motor. “A gente não morreu lá dentro e querem que a gente morra agora na rua”, disse Kelen. As informações são do Jornal do Almoço.

Segundo a sobrevivente, essa não é a primeira vez que os carros da prefeitura que transportam os pacientes apresentam problemas. “Muitas vezes falta o freio, e hoje aconteceu de sair fumaça. Pode acontecer algum problema, e a gente tem medo que aconteça isso”, disse.

Pelo menos 10 sobreviventes dependem dos carros da prefeitura para ir até o hospital. No caso de Kelen, que precisa ir todos os dias para o tratamento, a opção de pegar um ônibus é descartada em função de uma prótese que ela tem na perna, amputada após a tragédia. Os funcionários da prefeitura que conduzem o veículo são técnicos em enfermagem.

A prefeitura informou que o carro foi substituído e afirmou que está fazendo vistoria em todos os veículos para garantir a segurança dos pacientes.

Tags: Casa, Fogo, noturna, RS, tratamentos

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.