Jornal do Brasil

Terça-feira, 2 de Setembro de 2014

País

Decisão sobre cassação de João Paulo Cunha é marcada para fevereiro

Portal Terra

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB), marcou para o dia 4 de fevereiro uma reunião da Mesa Diretora para avaliar a situação do mandato do ex-presidente da Câmara João Paulo Cunha (PT). Ontem, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, declarou encerrado o processo do deputado para os crimes de peculato e corrupção passiva, determinando o cumprimento da pena em regime fechado.

Até o início da tarde desta terça-feira, a Câmara não havia recebido nenhum pedido de renúncia por parte do petista. Caso decida pela renúncia, João Paulo Cunha deverá protocolar a renúncia na secretaria da Mesa Diretora da Câmara. No dia seguinte ao protocolo, a decisão unilateral do deputado será publicada e se tornará irrevogável.

Tags: acusação, brasil, Mensalão, parlamentar, prisão

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.