Jornal do Brasil

Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2014

País

PMs são indiciados por tortura e morte de policial civil no RS

Portal Terra

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul indiciou nesta segunda-feira os dois PMs envolvidos na morte de um policial civil em frente a um hospital de Alvorada, na região metropolitana de Porto Alegre, no dia 8 de dezembro. Marcos Stoffels Kaefer foi morto com um tiro disparado por um dos PMs.

Segundo o delegado Maurício Barison Barcellos, um dos suspeitos foi indiciado por crime de homicídio praticado com dolo eventual, crimes de tortura e fraude processual, já que apresentou uma arma de fogo de características diferentes daquela que teria sido utilizada no episódio. O outro policial militar foi indiciado pelo crime de tortura.

O crime ocorreu em frente ao Hospital de Alvorada. Kaefer, que era policial da Delegacia de Capturas do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), teria se deslocado para o local com outros colegas na tentativa de identificar um homem baleado que seria suspeito de executar uma pessoa na vila Dique na noite anterior.

Os dois policiais militares, que não estavam de serviço, também foram ao local para conferir a situação. Quando a ambulância com o suspeito chegou ao hospital, eles teriam ingressado no interior do veículo e agredido o ferido. Logo depois, teriam retirado o irmão do paciente da ambulância e, na rua, o agrediram com socos e coronhadas. Durante uma destas coronhadas, ocorreu o disparo da pistola do policial militar que atingiu Kaefer na região do tórax.

De acordo com o delegado, o inquérito policial será remetido à Justiça.

Tags: Civil, inquérito, MILITAR, morte, Policial

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.