Jornal do Brasil

Sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

País

Justiça levará conflito no AM a órgão internacional de direitos humanos

Portal Terra

A Justiça Federal no Amazonas vai enviar à Comissão Interamericana dos Direitos Humanos (CIDH) uma cópia do processo sobre os conflitos que ocorrem no município de Humaitá, a 600 quilômetros de Manaus. A informação está numa nota emitida pelo Ministério Público Federal (MPF).

O conflito na terra indígena Tenharim Marmelos será relatado à CIDH para que o órgão internacional tome ciência dos fatos envolvendo possíveis violações aos direitos humanos. A comissão deve analisar se a postura do Estado brasileiro no caso descumpre obrigações assumidas em tratados e compromissos internacionais junto às organizações das Nações Unidas (ONU) e dos Estados Americanos (OEA), dos quais o Brasil é signatário. 

Humaitá vive, desde o dia 25 de dezembro, em situação de instabilidade, por conta de protestos violentos, nos quais carros e prédios públicos foram depredados e incendiados. A revolta tem relação com o desaparecimento de três pessoas na área indígena, cortada pela BR-230, a rodovia Transamazônica.

Estão desaparecidos o professor Steff Pinheiro de Souza, o representante comercial Luciano Ferreira Freire e o funcionário da Eletrobrás Amazonas Energia Aldeney Ribeiro Salvador.

Tags: Amazonas, Eletrobras, funcionários, índios, sumiço

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.