Jornal do Brasil

Terça-feira, 29 de Julho de 2014

País

Fuvest: candidatos acham 2º dia da 2ª fase mais difícil e cansativo

Portal Terra

Uma prova bem mais difícil que a de Português e Redação e com disciplinas pouco delimitadas, enunciados claros e na qual, com um pouco mais de atenção, seria possível encontrar a resposta de um exercício em outro, páginas adiante. Para candidatos da segunda fase da Fuvest, essa é a melhor definição para o segundo dia da segunda fase do vestibular, realizado nesta segunda-feira.

A reportagem do Terra conversou com alunos que fizeram a prova no campus da Universidade de São Paulo, à qual está destinada a grande maioria das vagas em disputa: das 11.157, 11.057 são para cursos da USP, e 100, para Medicina na Faculdade de Ciências Médicas Santa Casa de São Paulo.?

Entre os candidatos deste segundo dia de provas ouvidos pela reportagem, a unanimidade preferiu a prova de Inglês – pela maior facilidade que a do ano passado, por exemplo. Física e Matemática foram as que despertaram opiniões mais controversas.

“A prova estava muito interdisciplinar, como Matemática imersa em Física, e vice-versa. Eu, que gosto de Matemática, achei bem difícil”, disse João Victor Paranhos Jacob, 17 anos, que tenta vaga em Ciências da Computação. “Também achei a prova bem interdisciplinar, a tal ponto que uma questão sobre biomas no Brasil acabou sendo respondida em outra questão”, disse a estudante Karina Cucolo, 17 anos, que tenta Marketing.

Candidata para o curso de Matemática, Sabrina Silva, 18 anos, foi outra a indicar Matemática como maior obstáculo do dia, ao lado de Química. “Em compensação, Inglês e Literatura estavam tranquilas”, comentou.

Para o estudante Marcos Antonio de Paula Dutra, 18 anos, Matemática e Física deixaram o segundo dia de provas “mais pesado que o primeiro dia”. Candidato ao curso de Farmácia, Tiago Trigoni Pascon, 24 anos, achou a prova de Inglês “bem honesta”. “Era só saber traduzir. Gostei de Química, também”.

Já Isadora Donnini Rodrigues, 17 anos, disse ter gostado da prova de Geografia. “Hoje foi um dia bem mais cansativo que ontem, mas tenho esperança de que meu melhor dia seja amanhã”, analisou, ela que busca vaga em Letras.

Vestibulanda de Economia, Tereza Sanches, 17 anos, fez coro aos demais. “Achei Matemática bem mais complicada, mas Física, Química e Biologia deu para levar, de boa”. O amigo Daniel Gomes, 18 anos, candidato a Audiovisual, fez a prova pela segunda vez. E disse ter gostado. “Os enunciados são claros, objetivos, não é à toa que é a melhor prova de vestibular do País”, elogiou. “E ainda foi mais fácil que ano passado”, completou.

A prova de hoje teve 16 questões de disciplinas que constituem o Núcleo Comum do Ensino Médio (História, Geografia, Matemática, Física, Química, Biologia, Inglês) e questões Interdisciplinares. 

Abstenção 

Segundo a coordenação do vestibular, a abstenção hoje ficou acima da registrada nesse domingo: dos 32.569 convocados, faltaram 2.703, ou 8,3% - menos que os 8.96 % de 2013. Ontem, 7,8% dos convocados já haviam faltado à prova.

Último dia é de conhecimentos específicos

Para esta terça-feira, os candidatos terão pela frente 12 questões de duas ou três disciplinas, a depender da carreira escolhida. Se forem duas, serão seis questões em cada uma delas. Se forem três, serão quatro questões para cada disciplina. Esta prova é obrigatória para todos os candidatos.

Tags: dificuldade, provas, SP, universidade, vestibular

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.