Jornal do Brasil

Quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

País

Mãe do menino Joaquim é presa em São Paulo

Corpo da criança foi encontrado em novembro do ano passado em um rio

Jornal do Brasil

Natália Ponte, mãe do menino Joaquim, de 3 anos, encontrado morto em novembro em um rio no interior de São Paulo, foi presa neste sábado, em São Joaquim da Barra. Ela estava na casa dos pais e foi levada para a Cadeia Feminina de Franca.

A psicóloga chegou a ficar presa por 31 dias, mas foi libertada por determinação do Tribunal de Justiça de São Paulo.

Já o padrasto do menino Joaquim, Guilherme Longo, permanece detido na Delegacia de Barretos. 

Na última quinta-feira (2), o promotor Marcus Túlio Nicolino encaminhou à Justiça de Ribeirão Preto a denúncia sobre a morte do menino, pedindo o indiciamento e a prisão preventiva do padrasto e da mãe de Joaquim. O pedido foi aceito pela juíza Lucilene Aparecida Canella de Mello.

O menino Joaquim Ponte Marques foi encontrado morto no dia 10 de novembro. O corpo estava boiando no Rio Pardo. Ele havia desaparecido no dia 5 de novembro da casa onde vivia com a mãe, o padrasto e o irmão, no bairro Jardim Independência, em Ribeirão Preto.

A polícia acredita que a criança, que era diabética, foi morta após uma superdosagem de insulina aplicada pelo padrasto. Logo em seguida, ele jogou o corpo no córrego que fica nas proximidades da casa da família. 

Tags: menino, morte, país, prisão, SP

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.