Jornal do Brasil

Quarta-feira, 23 de Abril de 2014

País

Réveillon na Avenida Paulista não teve ocorrências graves

Agência Brasil

Mais de 2 milhões de pessoas estiveram na Avenida Paulista para celebrar a passagem do ano, segundo estimativa da organização do evento. De acordo com a Polícia Militar (PM), não houve nenhuma ocorrência grave durante o evento. Com um efetivo de 1,5 mil policiais, foram registrados três furtos e dois portes de drogas. Oito pessoas foram encaminhadas à delegacia, das quais cinco permanecem detidas. Além da PM, 3 mil profissionais de segurança foram contratados pela organização. O serviço médico contabilizou 210 atendimentos, entre pressão alta e curativos.

A festa teve mais de sete horas de duração e 14 atrações. Os shows iniciaram por volta das 20h com apresentação do cantor Dom Paulinho, participante do programa The Voice Brasil. Um dos momentos altos do réveillon na Paulista ficou por conta do cantor Paulo Ricardo que convidou artistas do rock nacional, como Marcelo Bonfá e Maurício Gasperini, para uma homenagem à banda Legião Urbana. A dupla Fernando e Sorocaba também fez parte da programação.

A contagem regressiva para a virada do ano foi feita por diversos artistas que subiram ao palco à meia-noite. A queima de fogos durou 15 minutos, com 100 mil tiros e 6 mil bombas multicoloridas, que foram disparadas nos dois lados da avenida. Chuva de papel picado e efeitos especiais de imagem complementaram o momento. Já em 2014, a música ficou por conta da banda Baile do Simonal e da Escola de Samba Mocidade Alegre.

Tags: ano, ocorrências, passagem, SP, virada

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.