Jornal do Brasil

Sexta-feira, 18 de Abril de 2014

País

Saúde repassa R$ 1,2 milhão ao Espírito Santo para prevenção de epidemias

Agência Brasil

Brasília – O Ministério da Saúde liberou para o Espírito Santo R$ 1,2 milhão para ações contingenciais de vigilância, prevenção e controle de epidemias devido à situação de emergência no estado por causa das fortes chuvas. A portaria que trata do repasse dos recursos para o Fundo Estadual de Saúde do Espírito Santo foi publicada hoje (31) no Diário Oficial da União.

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) investiga a primeira morte suspeita por leptospirose, após as chuvas que caíram no Espírito Santo nas últimas duas semanas. O caso ocorreu em uma cidade da Grande Vitória e está sendo investigado. Segundo a Sesa, os exames para confirmação da causa devem sair em 30 dias. Diante do risco do aumento de casos de doenças causadas pelo contato com a água contaminada, a secretaria alerta a população para intensificar os cuidados de proteção.

A leptospirose é uma infecção aguda, causada por uma bactéria presente na urina de ratos e comumente associadas a chuvas e alagamentos, já que o contágio se dá pelo contato direto com água contaminada pela urina dos animais, que penetra no organismo humano através da pele.

Apesar de a chuva ter dado uma trégua desde o fim de semana, muitos bairros e cidades ainda sofrem com áreas de alagamento. Segundo a gerente de Vigilância em Saúde do Estado, Gilsa Rodrigues, é essencial estar com pés e mãos protegidos para evitar o contato com a água suja e a lama. Ela diz que é preciso estar atento a sintomas como febre, dor de cabeça, dor no corpo e náuseas – comuns à leptospirose, hepatite A, febre tifoide e diarreia.

Além do repasse de R$ 1,2 milhão, o Ministério da Saúde liberou nessa segunda-feira (30) para o Espírito Santo mais cinco kits de medicamentos – quase uma tonelada de medicamentos e insumos – que vai contemplar 2,5 mil pessoas afetadas pelas enchentes e alagamentos. Com essa nova remessa, o estado passa a contar com 25 kits com capacidade para atender 12,5 mil moradores durante três meses.

Segundo a Sesa, sete ambulâncias, cedidas definitivamente pelo Ministério da Saúde, já estão a caminho do Espírito Santo. O ministério também se comprometeu a disponibilizar mais três equipes da Força Nacional do Sistema Único de Saúde (SUS) – cada uma composta por médico, enfermeiro e técnico em enfermagem.

Até o momento, 24 pessoas morreram, seis continuam desaparecidas e 563 ficaram feridas devido às fortes chuvas. De acordo com o último boletim da Defesa Civil Estadual, 48.010 pessoas tiveram que deixar suas casas e estão em residências de parentes e amigos ou em abrigos organizados pelas prefeituras dos 54 municípios afetados.

Segundo o Sistema de Informações Meteorológicas do Instituto Capixaba de Pesquisa e Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), esta terça-feira começa com sol e poucas nuvens no estado. Na região sul do estado, exceto no litoral, e no sul da região Serrana, haverá sol pela manhã e pancadas rápidas e esparsas de chuva à tarde. Nas demais regiões, sol e poucas nuvens, sem chuva. As temperaturas variam entre 19 graus Celsius (°C) e 33 °C na região Serrana e vão de 21 °C a 37 °C nas demais regiões.

Tags: chuva, desabrigado, deslizamento, enchente, Rio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.