Jornal do Brasil

Sábado, 19 de Abril de 2014

País

Mensalão: três presos são transferidos da Papuda para presídios em MG

Jornal do Brasil

O ex-deputado federal Romeu Queiroz e os ex-dirigentes do Banco Rural Vinícius Samarane e José Roberto Salgado, presos do Mensalão, foram transferidos da penitenciária da Papuda, em Brasília, para um presídio em Belo Horizonte, em Minas Gerais, na manhã desta segunda-feira (23/12). A mudança foi anunciada pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen). 

Os três presos chegaram à Belo Horizonte em um voo comercial, algemados e acompanhados por agentes federais. Os ex-dirigentes do Banco Rural vão cumprir pena em regime fechado na penitenciária Nelson Hungria, em Contagem. Vinícius Samarane foi condenado a oito anos e nove meses e José Roberto Salgado à 16 anos e oito meses de prisão. Já Romeu Queiroz seguiu para a penitenciária José Maria de Alkmin, em Ribeirão das Neves, região metropolitana de Belo Horizonte. A sua pena é de seis anos e seis meses por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. 

Ainda nesta segunda (23) mais dois presos no processo do Mensalão devem ser transferidos da penitenciária da Papuda. Os ex-deputados Pedro Corrêa - que está na Papuda desde o dia 13 de dezembro - deve seguir para Pernambuco e Pedro Henry - preso em cindo de dezembro - para o Mato Grosso. Ambos foram condenados a 7 anos e 2 meses por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, autorizou as transferências na sexta-feira passada (20). Quanto a autorização solicitada por Romeu Queiroz para trabalhar na empresa de consultoria em que era diretor, Babosa disse que a decisão deve partir do juiz da Vara de Execuções Penais (VEP) de Ribeirão das Neves.

Até o momento, o Supremo autorizou sete transferências. A ex-funcionária de Marcos Valério, Simone Vasconcelos, e a ex-dirigente do Banco Rural, Kátia Rabello, também foram levadas para Belo Horizonte. Dos 25 condenados no processo do chamado Mensalão, 21 já cumprem pena. O ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato, continua foragido.

Tags: barbosa, condenado, ex-deputado, joaquim, Mensalão, penitenciária, processo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.