Jornal do Brasil

Sábado, 19 de Abril de 2014

País

Selvageria de SC tem 22 torcedores detidos

Portal Terra

Em busca de torcedores envolvidos na "pancadaria de Santa Catarina", a Polícia Civil catarinense, com apoio das Polícias Civil do Paraná e Rio de Janeiro, organizou a Operação Cartão Vermelho, nesta quinta-feira. A ação já deu resultado: somando os mandados de prisão cumpridos – nas cidades de Curitiba, Joinville, Blumenau e Rio de Janeiro –, com os três presos em flagrante, logo após o jogo entre Atlético-PR e Vasco, 22 pessoas já estão detidas.

“A Polícia Civil catarinense é a primeira a tomar uma providência enérgica em relação a este tipo de comportamento nos estádios. Que sirva de exemplo para outros estados brasileiros”, disse o coordenador da operação, o Delegado Regional de Joinville, Dirceu Silveira, durante entrevista coletiva realizada na sede da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC), nesta sexta-feira.

Arthur Barcelos Lima Ferreira, de 26 anos; Jonathan Fernandes dos Santos, de 30 anos; e Leone Mendes da Silva, de 22 anos, foram os torcedores presos em flagrante. Depois, outras 40 pessoas foram identificadas e ainda existem alguns que não foram presos.

“Há novas prisões a serem feitas. De agora em diante, se essas pessoas não se entregarem, a Polícia Civil irá buscá-lo aonde for”, ressaltou o Delegado Geral, Aldo Pinheiro D’Ávila.

A equipe de inteligência ainda está apurando imagens e outras denúncias feitas, inclusive pelo e-mail denunciajogojoinville@pc.sc.gov.br (que ainda está ativo), além de outras diligências, que podem resultar na identificação de outros envolvidos no crime e na representação de novas medidas cautelares.

Os 22 presos e outros que podem ser encontrados responderão por diversos crimes, como tentativa de homicídio, associação para o crime, dano ao patrimônio público e o artigo 41 do Estatuto do Torcedor, que trata de promover a desordem e perturbação em praças esportivas.

Tags: briga, feridos, joinville, Torcida, vasco

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.