Jornal do Brasil

Quinta-feira, 17 de Abril de 2014

País

Mensalão: PGR é contra prisão domiciliar para Roberto Jefferson        

Jornal do BrasilLuiz Orlando Carneiro

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, manifestou-se nesta quinta-feira (19/12), nos autos da ação penal do mensalão, pela rejeição do pedido de prisão domiciliar de Roberto Jefferson, condenado a 7 anos e 14 dias de reclusão (regime semiaberto), e que pretendia cumprir a pena em casa (regime domiciliar), por ter dieta especial em face da operação de um câncer no pâncreas a que se submeteu, no ano passado.

Conforme informações da Divisão Médico Ambulatorial da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária do Rio de Janeiro, Roberto Jefferson pode ser acompanhado por clínico e ter consultas periódicas em médico oncologista do sistema público, já que é tratado pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca). 

A Secretaria informou ainda que não há impedimentos para que a dieta e a medicação requerida pelo condenado sejam providas.

Em parecer anterior, o PGR tinha solicitado que a unidade prisional informasse se o local teria condições de atendimento médico adequado.

Tags: geral, jefferson, prisão, procurador, república

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.