Jornal do Brasil

Sábado, 19 de Abril de 2014

País

Mensalão: para Gilmar Mendes, STF já deixou de ser "refém" do processo

Jornal do BrasilLuiz Orlando Carneiro

Brasília - O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, disse, nesta quinta-feira (19/12), que com a execução praticamente concluída das penas da ação penal do mensalão, “avançou-se mais do que se imaginava”, e o STF deixou de ser "refém" desse processo.

O comentário foi feito pouco antes do início da sessão plenária, que foi a última deste ano. O Supremo entra em recesso nesta sexta-feira para as festas de Natal e Ano Novo, e os ministros terão férias no mês de janeiro.

“Acho que conseguimos acho solucionar adequadamente e dar execução a essas penas que estavam pendentes.  Acho que isso se esclareceu e foi bastante importante para o tribunal e para a sociedade brasileira", disse ainda. “Nós nos livramos também, deixamos de ser, em parte, reféns desse processo que já ocupa o tribunal por tanto tempo", O julgamento do mensalão teve início em agosto do ano passado e  durou quatro meses e meio. No segundo semestre deste ano, a análise dos recursos dos condenados (embargos de declaração) e o cumprimenro dos mandados de prisão levaram outros dois meses. Quanto aos embargos infringentes – que permitem um novo julgamento, mas apenas para que os que foram ccndenados por determinado crime, mas que tiveram pelo menos quatro votos pela absolvição – o ministro Gilmar Mendes avalia que deverão ser julgados em abril ou maio do próximo ano. A relatoria desses recursos está com o ministro Luiz Fux.

Tags: brasil, julgamento, justiça, Mensalão, Supremo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.