Jornal do Brasil

Quinta-feira, 17 de Abril de 2014

País

Alckmin envia à Assembleia projeto de bônus a policiais

Medida só será votada ano que vem, após fim do recesso

Portal Terra

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), anunciou nesta quinta-feira o envio de um projeto de lei à Assembleia Legislativa que prevê o pagamento de bônus a policiais que reduzirem índices de criminalidade no Estado. O anúncio aconteceu sete meses após o governador declarar que o bônus seria pago.

Em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, Alckmin afirmou que o plano de metas que prevê o pagamento de bônus contemplará as polícias Civil, Militar e Científica. A medida integra o plano “SP contra o crime”, anunciado em maio e fruto de parceria entre a Secretaria de Segurança Pública do Estado, o comando das polícias e o Instituto Sou da Paz.

De acordo com o governador, o bônus será dado por região, não por corporação, com avaliação a cada três meses –quatro, ao longo do ano. “Ganha o policial e ganha a sociedade. Mandaremos um projeto com vigência a partir do dia 1º. O projeto não cria competição, mas integração”, disse o tucano. Segundo o tucano, o bônus pode chegar a R$ 8 mil em um ano.

Ao todo, o plano é composto por ações de redução da criminalidade a curto, médio e longo prazo, e em três indicadores estratégicos: o número de vítimas de letalidade violenta - que inclui homicídios dolosos (com intenção de matar) e latrocínios -, o número de roubos e o de roubos e furtos de veículos.

“Estamos melhorando a gestão das polícias para resolver e prevenir mais crimes. O objetivo ao adotar um plano de metas é um só: reduzir a criminalidade”, afirmou, em nota, o secretário da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira.

Apesar do envio à Assembleia, o projeto só deve ser votado a partir de fevereiro, quando termina o recesso parlamentar.

Tags: bonificação, deputados, paulistas, PMs, votação

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.