Jornal do Brasil

Quinta-feira, 24 de Abril de 2014

País

Após 8 meses, Feirinha da Madrugada será reaberta em São Paulo

Portal Terra

A Feirinha da Madrugada, famoso centro comercial de São Paulo que funciona na região do Brás, será reaberta na madrugada desta quinta-feira após oito meses de reforma. A feirinha foi fechada em maio deste ano por problemas nas instalações elétricas e o anúncio da reabertura foi feito pela Secretaria das Subprefeituras na manhã desta quarta-feira, após o Corpo de Bombeiros ter realizado uma vistoria nas instalações e equipamentos de segurança.

O prefeito da capital, Fernando Haddad, afirmou que é possível haver um sorteio para que os camelôs que operavam na parte exterior da feirinha passem a comercializar seus produtos dentro dos boxes. Segundo Haddad, cerca de 2 mil feirantes voltarão a trabalhar na feirinha.

“Isso vai nos abrir uma oportunidade inédita na história de São Paulo. Nós teremos cerca de 2 mil boxes vazios porque construímos 4 mil. Então nossa ideia é sortear esses boxes entre os camelôs que estão na calçada. Como são 4 mil, podemos reduzir à metade o número de camelôs legalizados que estão fora de áreas próprias para o comércio”, disse o prefeito. “Se sobrarem 2 mil boxes, por exemplo, vamos abrir inscrições e todos que tiverem o Termo de Permissão de Uso (TPU) ou liminar poderão se inscrever. Se o número de inscritos for superior ao de boxes vamos fazer um sorteio. Se não for, todos ficarão acomodados, o que resultará numa diminuição no comércio feito nas calçadas”, completou.

A princípio, a Feirinha da Madrugada seria reaberta em outubro deste ano, mas por conta de liminares na Justiça e de a reforma não ter sido acabada, a reabertura foi adiada.

“(O prazo) Não foi cumprido por decisão judicial. Quem viu a feirinha há um ano e vê hoje não tem o que reclamar. Estavam todos correndo risco de vida, próximo de um desastre de proporções enormes. Tivemos a coragem de fechar, reformar, investir R$ 20 milhões. Estamos reabrindo em condições de segurança e dando a quem tem direito condições de trabalho inéditas. Temos também um pátio de estacionamento com mais de 300 ônibus. Se houve atraso não foi por culpa da prefeitura”, completou Haddad.

Tags: brás, feira, haddad, reabertura, região

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.