Jornal do Brasil

Domingo, 20 de Abril de 2014

País

Presidente da CPI da Espionagem defende asilo a Snowden sem exigências

Portal Terra

A presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Espionagem, senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), defendeu nesta terça-feira a concessão de asilo ao ex-agente da Agência Nacional de Segurança (NSA) Edward Snowden sem exigir trocas de informações sobre os trabalhos dos setores de inteligência americana. Segundo ela, o benefício deve ser concedido por se tratar de um pedido de um cidadão que não cometeu “nenhum crime”.

Snowden revelou neste ano casos de espionagem por parte da NSA envolvendo líderes globais, entre eles, a presidente da República, Dilma Rousseff, que teve seus e-mails pessoais invadidos pelo serviço de inteligência. 

Temporariamente na Rússia, o ex-agente divulgou uma carta na qual afirma que “até que um país conceda asilo permanente, o governo dos EUA vai continuar a interferir em minha capacidade de falar”. No texto, Snowden se colocou a disposição para ajudar senadores nas investigações sobre o escândalo de espionagem.

“Entendemos que se trata de um ser humano. O pedido de asilo não deve ser misturado com o debate acerca das ações da NSA”, disse a senadora.

No entendimento da senadora, conceder asilo em troca de informações seria ilegal. Uma resposta favorável do governo brasileiro seria alinhada com a tradição do País em acolher pessoas que se sentem perseguidas.

“É um ser humano que vive numa situação delicada, é um cidadão que não cometeu nenhum crime, no nosso entendimento, que vem colaborando com a humanidade”, afirmou. “Eu acho que o governo brasileiro deveria ser favorável, esta é a minha opinião. E deixar muito claro: eu não estou exigindo nada, nem que ele fale nem que ele deixe de falar”, completou.

Tags: . obama, cia, espião, EUA, nsa

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.