Jornal do Brasil

Quarta-feira, 23 de Abril de 2014

País

MG: polícia prende homem apontado como líder da Gangue do Rolex

Portal Terra

A Polícia Civil em Belo Horizonte (MG) apresentou nesta segunda-feira o suspeito Manoel Raimundo de Abreu Costa, 37 anos, apontado como o líder da Gangue do Rolex, quadrilha especializada em roubar relógios da marca famosa. Segundo a delegada Caroline Beshelany, Costa e pelo menos outras duas pessoas, que são os olheiros, escolhiam as vítimas em locais frequentados por pessoas de alto poder aquisitivo. "Após observar as vítimas, um destes olheiros passava as informações para as outras pessoas do lado de fora que, armados em uma motocicleta, as abordavam e cometiam o assalto", explicou.

Ainda de acordo com a delegada, o grupo usava um veículo de luxo para chegar até os locais onde as vítimas eram escolhidas, geralmente hipermercados da região centro-sul da capital mineira. "Os criminosos visavam somente os relógios da marca Rolex. Em um dos casos, a vítima contou que o criminoso chegou a devolver o telefone celular, dizendo que queria apenas um relógio, que é muito caro, uma joia", contou.

Os investigadores prenderam o suspeito após identificá-lo por meio de imagens de segurança gravadas nos locais onde houve os assaltos. Em um dos roubos, as câmeras mostram um homem chegando no supermercado com um segundo suspeito. Depois que eles simularam fazer compras, escolheram a vítima e, para surpreendê-la, um deles foi para o carro parado no estacionamento. Um segurança do hipermercado percebeu a movimentação e avisou à cliente, que voltou para dentro do estabelecimento.

"Temos pelo menos oito vítimas, todas abordadas na região centro-sul de Belo Horizonte, que tiveram os relógios roubados. Esperamos que com a divulgação das imagens os outros suspeitos sejam identificados e outras vítimas apareçam. A gente acredita que estes relógios eram enviados para São Paulo, onde há um mercado paralelo para este tipo de mercadoria", informou a delegada.

Manoel Raimundo de Abreu Costa é de São Paulo e estava hospedado em um hotel de Belo Horizonte. Ele foi preso quando se deslocava pela capital no carro de luxo usado pela quadrilha. Ainda de acordo com a polícia, com o suspeito foram apreendidos R$ 6,4 mil em dinheiro, dólares, cheques, telefones celulares e documentos de carros. 

"Ele disse que estes documentos são dos carros que ele revende, que esse é o motivo dele estar em BH, mas vamos verificar ainda, mas acreditamos que ele comprava e revendia carros para lavar o dinheiro obtido com a venda dos relógios", concluiu. No momento da prisão não foram encontrados relógios roubados com o suspeito. Costa negou todas as acusações.

Tags: carros, dinheiro, MINAS, relógios, rolex

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.