Jornal do Brasil

Quinta-feira, 17 de Abril de 2014

País

Fraude em SP: auditor investigado recebeu propina de prédio onde mora

Portal Terra

O auditor fiscal Ronilson Bezerra Rodrigues, que é apontado como chefe do esquema que teria desviado até R$ 500 milhões da prefeitura de São Paulo, recebeu propina até da construtora responsável pelo condomínio onde mora, na Vila Mariana, zona sul de São Paulo. Um documento apreendido pelo Ministério Público de São Paulo (MP-SP) que lista 410 empresas suspeitas de envolvimento na fraude diz que Rodrigues recebeu R$ 52 mil da construtora MAC. O empreendimento pagou R$ 245 mil à quadrilha para ter 50% de desconto no Imposto Sobre Serviços (ISS). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O documento foi apreendido em um computador do auditor fiscal Luis Alexandre Cardoso de Magalhães, um dos suspeitos de participar da fraude, que fez um acordo para colaborar com as investigações. A planilha aponta que os quatro fiscais suspeitos receberam R$ 29 milhões em propinas em menos de um ano e meio, entre junho de 2010 e outubro de 2011.

Nesse período, os empreendimentos deveriam ter pagado R$ 61,3 milhões em ISS, mas só R$ 2,5 milhões chegaram aos cofres da prefeitura. Porém, os investigadores acreditam que o esquema tenha começado em 2005, e que teria desviado até R$ 500 milhões.

O prédio onde Rodrigues mora, de 23 pavimentos, deveria ter rendido R$ 511,1 mil de imposto à prefeitura, valor necessário para a concessão do Habite-se. No entanto, a construtora MAC só gastou R$ 255,5 mil - e desse valor, apenas R$ 10,5 mil foram destinados à prefeitura. Um fiscal intermediário recebeu R$ 36,7 mil, e os quatro suspeitos dividiram os demais R$ 208,2 mil.

Tags: auditor, fiscal, fraude, são paulo, Verba

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.