Jornal do Brasil

Quarta-feira, 23 de Abril de 2014

País

Caso Joaquim: Justiça prorroga prisão temporária de padrasto e mãe

Portal Terra

A Justiça de Ribeirão Preto (SP) determinou nesta segunda-feira a prorrogação da prisão temporária de Guilherme Longo e Natália Ponte, padrasto e mãe do menino Joaquim Ponte Marques, 3 anos, presos desde o dia 10 de novembro, suspeitos de envolvimento na morte da vítima. 

Segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), a decisão foi da 2ª Vara do Júri e de Execuções Criminais de Ribeirão Preto. Não foi divulgado o novo prazo da prisão temporária.

O pedido de prorrogação foi feito na última quinta-feira pelo delegado Paulo Henrique Martins de Castro, responsável pela investigação da morte de Joaquim. Em entrevista ao Terra no dia 3 de dezembro, o delegado afirmou que aguarda apenas a chegada dos laudos - como o toxicológico, feito nos órgãos e no sangue da criança -, relatórios das ligações telefônicas feitas e recebidas por Natália e Guilherme e familiares próximos ao casal, e também o rastreamento dos telefones celulares do casal para encerrar a investigação.

Tags: menino, morte, país, prisão, SP

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.