Jornal do Brasil

Quarta-feira, 16 de Abril de 2014

País

Restos mortais de Jango são sepultados novamente no RS

Portal Terra

Os restos mortais do ex-presidente João Goulart, o Jango, foram devolvidos ao jazigo da família na tarde desta sexta-feira em São Borja, na fronteira oeste do Rio Grande do Sul. A cerimônia, que contou com a presença de familiares de Jango, populares e da ministra Maria do Rosário, da Secretaria de Direitos Humanos (SDH/PR), foi marcada por grande comoção.

Diferente da cerimônia de exumação, que ocorreu no dia 13 de novembro, desta vez foi autorizada a entrada de populares no cemitério, que se juntaram à viúva de Goulart, Maria Thereza Goulart, os filhos, João Vicente e Denize Goulart, e os netos de Jango, para homenagear o ex-presidente.

A cerimônia terminou pouco antes das 17h e o túmulo foi lacrado por funcionários da prefeitura. A comoção também levou alguns a subirem sobre outros túmulos próximos ao do Jango para observar o sepultamento. As autoridades políticas presentes voltaram a entoar gritos de "Jango, Jango".

Os restos mortais do ex-presidente João Goulart deixaram a base Aérea de Brasília por volta das 8h20, conduzido por um avião da Força Aérea Brasileira, acompanhado de familiares, além das equipes da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) e da Comissão Nacional da Verdade (CNV). O desembarque em São Borja (RS) ocorreu por volta das 12h51, de onde seguiu para a igreja matriz do município.

O corpo de Jango estava na capital federal desde o dia 14 de novembro, data da exumação no município gaúcho. Em Brasília, logo depois de receber as honras de Chefe de Estado, com a presença da presidenta Dilma, os restos mortais permaneceram no Instituto Nacional de Criminalística do Departamento da Polícia Federal (INC/DPF), onde foram coletadas as amostras para os exames toxicológicos, que serão enviados a laboratórios estrangeiros.

Tags: comissão, investiga, jango, morte, nacional, verdade

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.