Jornal do Brasil

Sábado, 19 de Abril de 2014

País

Paulo Maluf pede afastamento da presidência do PP em São Paulo

Portal Terra

O deputado federal Paulo Maluf (SP) pediu afastamento temporário da presidência estadual do PP paulista após ser pressionado por uma integrante da bancada que deseja apoiar a candidatura do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), nas eleições do próximo ano. 

Maluf estava no comando do partido em São Paulo há sete anos e deixa a legenda em meio a um racha entre aqueles que querem uma aliança com o atual governador e outros que defendem o apoio uma candidatura do PT - e indicaram internamente o nome do ministro da Saúde, Alexandre Padilha. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O novo presidente do PP-SP, o deputado Missionário José Olímpio, espera que o afastamento de Maluf contribua para a retomada das negociações com os tucanos. Ele comandará a legenda ao lado dos também deputados federais Guilherme Mussi e Aline Corrêa - filha do condenado no julgamento do mensalão Pedro Corrêa (PP-MT). 

Mussi disse ao jornal que a decisão de pressionar Maluf a deixar a presidência estadual do partido ocorreu após a maior parte da bancada paulista se posicionar contra a permanência do deputado no posto.

Tags: liderança, Maluf, partidos, políticos, SP

Compartilhe:

Comentários

1 comentário
  • armando carlos de jesus

    Acho que o SR. PM deveria optar pelo PT , pois ficará mais a vontade. Basta dizer que não roubou , não sabe de nada , que é intriga da oposição, etc. No dia da morte de Nelson Mandela ainda somos obrigados a engolir e conviver com este Sr , presidente de um partido político. Só mesmo no nosso querido e amado Brasil. Ainda tem paulistano que diz: Roubou mas fez. Agora entendo o motivo pelo qual os governantes não investem em presídios.Como já dizia o falecido Leonel Brizola: Não mexam com eles senão nem o maracanã será suficiente para abrigar todos. Infelizmente este senhor não esta mais neste mundo para puxar a orelha do barbudo. Armando

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.