Jornal do Brasil

Quarta-feira, 23 de Abril de 2014

País

Ministro nega que Dilma esteja antecipando campanha

Portal Terra

As novas alianças, as agendas populares e o maior ritmo de viagens da presidente Dilma Rousseff neste ano não configuram antecipação de campanha para o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho. Braço direito do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e importante interlocutor do PT para o pleito de 2014, Gilberto avalia que “é natural” que Dilma cultive relações. 

“Acho que faz parte da nossa ação política cultivar as relações, resolver problemas, resolver mal-entendidos. Agora, se isso vai ter repercussão nas eleições do ano que vem, isso é uma outra questão”, afirmou o ministro a jornalistas. “Você tem que cultivar isso. O ruim seria o contrário, se a presidenta desprezasse ou subestimasse a importância da coesão política de sua base”.

 Fora do habitual, Dilma teve agenda externa todos os dias desta semana. Em um evento sobre pessoas com deficiência, chegou a interagir em videoconferência com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, e o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, ambos petistas.

No último sábado, ainda com a presença de Lula, seu mentor político, Dilma aparou parte das arestas com o PMDB e com o PP já de olho nos palanques estaduais. 

 Edição do jornal O Estado de S. Paulo desta sexta-feira traz um levantamento no qual apresenta que Dilma já realizou 71 viagens neste ano, número superior a 2012 (50) e 2011 (69). Na avaliação de Gilberto Carvalho, “ninguém pode ficar nessa redoma de vidro apenas recebendo informações intermediárias. É muito importante o contato com as pessoas”. 

Tags: dilma, eleição, externas, presidente, viagens

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.