Jornal do Brasil

Quinta-feira, 24 de Abril de 2014

País

MEC suspende vestibular de 270 cursos e garante critérios rigorosos

"Não tem jeitinho, não tem negociação. Os critérios são rigorosos", diz Mercadante

Portal Terra

O Ministério da Educação (MEC) decidiu suspender o vestibular de 270 cursos da área de humanidades nos quais houve repetição de nota insatisfatória no Conceito Preliminar de Curso (CPC).  A medida atinge cerca de 43 mil vagas. “É uma decisão dolorosa, mas ela é indispensável. E esse rigor contribui para melhora de qualidade. Vamos continuar com o mesmo rigor”, afirmou o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, ao divulgar os dados.

O  Conceito Preliminar de Curso é um dos indicadores da qualidade da educação superior brasileira. São levados em consideração no cálculo o Exame Nacional de Desempenho Estudantil (Enade), a infraestrutura e a equipe de profissionais. As notas vão até cinco. Cursos com notas abaixo de três fazem parte do grupo considerado insatisfatório. "Não tem jeitinho, não tem negociação. Os critérios são rigorosos", garantiu Mercadante.

Os cursos que tiveram nota abaixo de três por duas avaliações consecutivas somam um total de 270. São eles que estão impedidos de realizar novo vestibular. O MEC fez ainda um recorte no qual distingue cursos que mesmo tendo duas notas insatisfatórias, demonstraram uma tendência de melhora (152). Para esses, o ministério vai avaliar um protocolo de compromisso até aprovar novamente a possibilidade de abertura de novas vagas. 

No caso dos cursos com tendência de piora, isto é 118, a suspenção de vestibular vai valer só após o cumprimento do protocolo de compromisso, que comprova melhora no curso. Para efeitos de comparação, o CPC de 2011 (área de exatas) apontou sete cursos que não apresentaram um termo se comprometendo pela melhora. Eles foram encerrados.

Os cursos que encabeçam a lista com cursos insatisfatórios são: Administração (103), Ciências Contábeis (51), Direito (38) e Comunicação Social (16). Os demais cursos somam 62.

Tags: aloizio, CORTE, cursos, Ministro, vagas

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.