Jornal do Brasil

Sexta-feira, 18 de Abril de 2014

País

Após ordem de prisão, Costa Neto renuncia ao mandato de deputado 

Jornal do Brasil

O deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP) apresentou carta de renúncia ao seu mandato, que foi lida nesta quinta-feira em Plenário pelo deputado Luciano Castro (PR-RR).

O pedido de renúncia ocorreu após a notícia de que o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou sua prisão. Costa Neto é um dos condenados no processo do mensalão (Ação Penal 470). Recebeu pena de sete anos e dez meses por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

A renúncia encerra qualquer possibilidade de processo de cassação do mandato pela Câmara. 

Na carta, o deputado diz que renunciou para não impor ao Parlamento “mais um constrangimento institucional”.

>> Mensalão: STF decreta prisão de Costa Neto e mais três

>> Ex-deputado Pedro Corrêa se entrega à PF em Brasília

>> Dirceu abre mão da oferta de emprego em hotel

>> Valdemar, Corrêa, Samarane e Rodrigues estão presos

Costa Neto também alega inocência. “Reitero que fui condenado por crimes que não cometi. Serenamente, passo a cumprir uma sentença de culpa, flagrantemente destituída do sagrado duplo grau de jurisdição”, diz a carta.

Ele é o segundo deputado a renunciar ao mandato depois de condenação no processo do mensalão. Nesta semana, o então deputado José Genoino (PT-SP) também renunciou para evitar o processo de cassação.

Tags: . renúncia, Carta, Costa, entrega, prisão

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.